O perigoso jogo de poker da Hungria e da Polónia com Bruxelas

Budapeste e Varsóvia arriscam-se a ser muito prejudicadas financeiramente. Ainda assim, ameaçaram com o veto. A pressão conjunta parece estar a fazer surgir um compromisso.

Foto
Viktor Orbán visitou Mateusz Morawiecki na terça-feira em Varsóvia LUSA/RADEK PIETRUSZKA

Todos os olhos estão postos na Hungria e Polónia – quem irá ceder na discussão sobre o mecanismo de Estado de direito (negociado pelo Conselho Europeu e pelo PE)? Será possível um compromisso que deixe aos dois governos algo para apresentar ao seu eleitorado, ou isso será demasiado para Estados como os Países Baixos que não querem ver os líderes húngaro e polaco a cantar vitória?