Isenção do IRS abrange salários até 9310 euros anuais em 2021

Aumento do salário mínimo coloca automaticamente a regra do mínimo de existência do IRS num novo patamar.

Foto
Para 2020, a isenção do IRS vai abranger mais trabalhadores do que o previsto inicialmente Daniel Rocha

Com o aumento do salário mínimo em 30 euros no próximo ano, para 665 euros mensais, o fisco só irá cobrar IRS relativamente aos rendimentos anuais superiores a 9310 euros, pois o patamar da isenção do imposto estará indexado ao valor anual da retribuição mínima (os 12 meses regulares, mais os períodos dos subsídios de férias e Natal).