Um ano a espreitar lá para fora. Mostra-nos a janela que mais fotografaste em 2020

Percorre a galeria para ver as participações dos leitores do P3
Fotogaleria
Percorre a galeria para ver as participações dos leitores do P3

Queremos ver a janela por onde mais espreitaste ou a que mais vezes visitaste. A janela onde aplaudiste os profissionais de saúde ou a que serviu como um portal mágico para conheceres os teus vizinhos. O vidro que se encheu de arte. Mostra-nos como passaste a apreciar (ou a detestar) a vista da divisão transformada em escritório.

Em Julho, o fotógrafo Florent Tanet contava ao P3 como a janela representava o “sentimento paradoxal” dos tempos de confinamento: por um lado, um sentimento de total isolamento e, por outro, o facto de estarmos a viver o mesmo universalmente. Agora, queremos conhecer a tua perspectiva.

Estamos a receber fotografias e ilustrações em formato .jpg ou .png, com indicação do autor no ficheiro, em publicop3@gmail.com, até ao final de domingo, 3 de Janeiro. Se quiseres, indica-nos em poucas palavras a localização ou o que significou para ti a vista dessa janela. Publicaremos aqui algumas delas.

Já não estamos a aceitar mais imagens para esta fotogaleria.

Um aniversário à janela.
Um aniversário à janela. Adriano Miranda/PÚBLICO
Carolina Medeiros
A "creche em casa"
A "creche em casa" Catarina Gomes
"Foi aqui que reuni muitas vezes com amigos e familiares que passavam à rua, para falarmos e atenuar saudades. Uma janela, uma varanda e uma tábua de salvação."
"Foi aqui que reuni muitas vezes com amigos e familiares que passavam à rua, para falarmos e atenuar saudades. Uma janela, uma varanda e uma tábua de salvação." José Pedro Ferreira
Perdi conta das vezes que passei pela Praia da Aguda. Nas ruínas, esta foi a 'janela' que me deu esperança. Porque olhar o horizonte norteia-nos.
Perdi conta das vezes que passei pela Praia da Aguda. Nas ruínas, esta foi a 'janela' que me deu esperança. Porque olhar o horizonte norteia-nos. Filipa Paramés
O ano passado atrás de uma janela e a ansiedade de voltar a sair.
O ano passado atrás de uma janela e a ansiedade de voltar a sair. Mariana Godinho
Estratégias de oxigenação contemplativa, a partir de uma janela.
Estratégias de oxigenação contemplativa, a partir de uma janela. Luísa Salema
Neste ano de escuridão e de trevas, encontrei finalmente a minha luz. E tão perto.
Neste ano de escuridão e de trevas, encontrei finalmente a minha luz. E tão perto. João Madureira
Ana Rita Marques
Ana Rita Marques Aqui está a minha foto, a janela da minha cozinha de onde observei as janelas dos meus vizinhos, todos os dias
Junto a minha fotografia da janela onde espreitei mais na pandemia.
Junto a minha fotografia da janela onde espreitei mais na pandemia. Ricardo Cardoso
A minha janela, em dois mil e vinte, foi o Mar.    Abrigou o silêncio das poucas palavras e as imagens do exílio digital.
A minha janela, em dois mil e vinte, foi o Mar. Abrigou o silêncio das poucas palavras e as imagens do exílio digital. Luís Aguiar
Ferrara, Itália
Ferrara, Itália Diogo Araújo
"Um lobo chamado Covid": Lá longe, os meus pais.  Olham-me de uma janela que, daqui, parece minúscula. Tentamos interiorizar esta nova forma de estar. Mas, na verdade, parece tudo muito distante. O abraço, o carinho, o afecto... isso, ficou lá atrás. Agora, a casa deles transformou-se num lobo com o qual não posso lutar. A única solução para o vencer é ser paciente e saber esperar. É ficar, daqui, a olhar e cuidar. Um dia vou voltar a entrar.
"Um lobo chamado Covid": Lá longe, os meus pais. Olham-me de uma janela que, daqui, parece minúscula. Tentamos interiorizar esta nova forma de estar. Mas, na verdade, parece tudo muito distante. O abraço, o carinho, o afecto... isso, ficou lá atrás. Agora, a casa deles transformou-se num lobo com o qual não posso lutar. A única solução para o vencer é ser paciente e saber esperar. É ficar, daqui, a olhar e cuidar. Um dia vou voltar a entrar. Catarina Paulo
Do nosso apartamento, de olhos pousados no céu e nas árvores, umas vezes esperançados, outras, desalentados. Lisboa, 2020.
Do nosso apartamento, de olhos pousados no céu e nas árvores, umas vezes esperançados, outras, desalentados. Lisboa, 2020. Teresa Resende
Estas fotos foram tiradas no inicio da Pandemia em Março, quando fui obrigado a ter de visitar a minha avó, chamada Vera, pela janela. "Namorar pela janela" como ela diz, o que continuo a fazer até ser seguro voltar a entrar. Por esta razão a sua janela ganhou significado extra para mim, passou a significar um desejo por regressar ao conforto da casa da avó.
Estas fotos foram tiradas no inicio da Pandemia em Março, quando fui obrigado a ter de visitar a minha avó, chamada Vera, pela janela. "Namorar pela janela" como ela diz, o que continuo a fazer até ser seguro voltar a entrar. Por esta razão a sua janela ganhou significado extra para mim, passou a significar um desejo por regressar ao conforto da casa da avó. Joao Beijinho
As janelas que criei durante a pandemia, em latas de sardinha...um pouco como nós....dentro das latas. Descobrindo beleza e diversidade em coisas simples.
As janelas que criei durante a pandemia, em latas de sardinha...um pouco como nós....dentro das latas. Descobrindo beleza e diversidade em coisas simples. Marlene Guidi Braga
A janela da casa dos meus pais, em Famalicão, o meu refúgio durante a pandemia, onde passava os dias a tentar viajar no tempo através da leitura.
A janela da casa dos meus pais, em Famalicão, o meu refúgio durante a pandemia, onde passava os dias a tentar viajar no tempo através da leitura. Sara Rego
Abragão, Penafiel
Abragão, Penafiel Marta Leão
Sugerir correcção