Governo diz que proposta de aumentos da função pública não está fechada

Executivo propõe que o salário mais baixo da Tabela Remuneratória Única suba para os 665 euros e a posição remuneratória seguinte deverá ir até aos 703 euros mensais. Sindicatos, descontentes, esperam que na reunião de quarta-feira seja possível ir mais longe.

Foto
Alexandra Leitão, ministra Modernização do Estado e da Administração Pública, quer agilizar colocação de trabalhadores nos serviços públicos Daniel Rocha

O Governo garante que a proposta de aumentar em 10 e 20 euros os salários mais baixos da função pública ainda não está fechada, abrindo a porta a que, na reunião da próxima quarta-feira, possa ainda apresentar alterações que vão ao encontro das reivindicações dos sindicatos.