Fotogaleria

Espanha: maior nevão em décadas paralisa Madrid

É um cenário que já não se via há 40 ou 50 anos em Espanha. Madrid está paralisada este sábado sob um pesado manto branco depois de a tempestade Filomena ter trazido um grande volume de neve também a outras zonas do país. O aeroporto de Barajas foi encerrado e centenas de automobilistas tiveram de passar a noite nas suas viaturas nas auto-estradas. Há registo de dois mortos.

EPA/RODRIGO JIMENEZ
Fotogaleria
EPA/RODRIGO JIMENEZ

Segundo o jornal El País, a neve pode chegar aos 20 centímetros de acumulação em Madrid, Albacete, Cuenca, Toledo, Guadalajara, Valência, Tarragona e Saragoça. Na capital, a circulação nas ruas chegou mesmo a fazer-se de ski ou de trenó, e o aeroporto de Barajas teve de ser encerrado, bem como centenas de ligações ferroviárias tiveram de ser canceladas.

Apesar da beleza do fenómeno, a neve e o frio intenso já causaram pelo menos duas vítimas mortais: um homem sem-abrigo foi encontrado morto na província de Saragoça e uma mulher morreu quando a sua viatura foi arrastada por uma inesperada torrente perto de Málaga.

As previsões meteorológicas indicam que a situação poderá agravar-se ainda ao longo dia de sábado, com o frio e a humidade a criarem condições para fortes nevões nas comunidades de Madrid, Castela-Mancha, Valência, Catalunha e Aragão, que têm um total de dez províncias sob alerta vermelho.

Em Portugal, o mesmo sistema trará neste fim-de-semana temperaturas mínimas que, na segunda e terça-feira, poderão atingir valores negativos em quase todo o território continental.

EPA/RODRIGO JIMENEZ
Reuters/JUAN MEDINA
Reuters/SUSANA VERA
EPA/BALLESTEROS
EPA/BALLESTEROS
EPA/BALLESTEROS
Reuters/JUAN MEDINA
EPA/BALLESTEROS
Reuters/JUAN MEDINA
Reuters/JUAN MEDINA
Reuters/JUAN MEDINA
Reuters/JUAN MEDINA
Reuters/SUSANA VERA
Reuters/JUAN MEDINA
Reuters/JUAN MEDINA
Reuters/SERGIO PEREZ
Reuters/SERGIO PEREZ
EPA/David Fernandez
EPA/David Fernandez
EPA/Dani Caballo
EPA/BALLESTEROS
EPA/BALLESTEROS
EPA/Francisco Camino
EPA/Francisco Camino
EPA/Rodrigo Jimenez
EPA/Victor Lerena
Sugerir correcção