Na Europa sem fronteiras só três capitais não têm comboios internacionais. Lisboa é uma delas

Viena, Berlim e Budapeste são responsáveis por um terço dos comboios internacionais entre capitais europeias. As capitais dos países periféricos são as que têm menos ligações ferroviárias internacionais. Em Ano Europeu do Transporte Ferroviário, viajar de Lisboa a Madrid obriga a apanhar quatro comboios e a fazer três transbordos.

Foto

O Lusitânia Expresso era um comboio nocturno que desde 1943 ligava Lisboa a Madrid. Em Março do ano passado, devido à pandemia, o serviço foi suspenso e a Renfe (operador espanhol que explorava este comboio em sociedade com a CP) já fez saber que não o pretende retomar tendo em conta o seu défice de exploração.