Património

Há um castelo da Disney abandonado em Sintra: os Yellow Jackets fotografaram os seus segredos

Fotogaleria

Deitados em espreguiçadeiras, dentro de uma banheira ou junto a estátuas de mármore, com vista privilegiada para a piscina que se abriga sob um telhado envidraçado. Pela descrição, podia ser uma vida de luxo, mas, olhando para as fotografias, percebemos tratar-se de mais uma passagem dos Yellow Jackets por um edifício abandonado. Mas este não é um edifício qualquer: "Era algo inédito, completamente diferente de tudo o que alguma vez tínhamos visto e fotografado." Por isso, quando Ivy e Athon encontraram imagens do castelo da Disney, em Sintra, marcaram imediatamente expedição "para o fim-de-semana seguinte". 

Disneylândia ilegal no Parque Natural: o título data de 1999. E foi esta notícia do PÚBLICO que os fotógrafos encontraram quando começaram as "habituais investigações" que fazem sobre todos os edifícios que visitam. Descobriram que há mais de 20 anos que se fala neste palácio construído em Sintra, com tanto de encantado como de controverso: foi construído sem autorização, a mando de Carlos Maia Nogueira, antigo proprietário de uma empresa de microinformática — e era um presente para a filha em forma de casa de bonecas em tamanho real. Além deste edifício, foi também erigida uma mansão. Descobriram ainda que "toda a quinta estaria ou teria estado à venda por vários milhões de euros e tinha sido recentemente deixada ao abandono", depois de a empresa de Maia Nogueira falir. Actualmente, segundo a SIC, que visitou o local com o empresário, o edifício está em processo de execução e não há "clarificação sobre quem tem os direitos reais de propriedade", sendo o banco BIC o actual credor. O P3 tentou falar com o antigo proprietário, que não quis comentar.

O Google Maps ajudou os Yellow Jackets a descobrir a localização. "Quando entrámos nem queríamos acreditar!", referem. "Um terreno com cerca de 9000 metros quadrados, vista privilegiada para a serra e para o mar, composto por distintas espécies de árvores, vários anexos e, ao fundo, uma escadaria em pedra que projectava mistério e parecia levar-nos ao que tínhamos vindo à procura", continuam. Estavam certos. Quando subiram os degraus, encontraram um relvado que antecipava o estado de abandono dos edifícios. Mas isso não diminuía a "grandeza, construção e ornamentação completamente invulgares para o nosso país". "Painéis de azulejos alusivos às estações do ano, várias piscinas e enormes estátuas de animais. Um caminho em calçada que tinha inscrito o nome do anterior proprietário e que culminava numa mansão em mármore", descrevem. Ao lado desta mansão, e "já a ser engolido pela vegetação" — que impede que seja visto "nitidamente" —, a réplica do castelo que vemos no início dos filmes da Disney. 

Começaram por explorar o castelo e foi lá que descobriram o primeiro segredo: uma "passagem secreta" subterrânea que os levou até à mansão. Entraram então num edifício de três pisos e, garantem, "cada (re)canto da casa foi tão incrível como explorar o castelo". "No meio da mansão, uma piscina interior com um cadeirão em pedra importado da China e várias estátuas trazidas de Itália, um tecto inteiramente de vidro que deixava entrar muita luz. Ao lado da piscina, estava um jacuzzi." Foi na zona da piscina, "rodeada por enormes espelhos que cobriam as paredes", que descobriram, quando se encostaram a um desses espelhos, outro segredo: havia ali uma porta camuflada que levava a "uma sala-cofre com 30 metros". E depois, outro: "Um bunker."

O castelo e a mansão estão "cada vez mais destruídos" e vandalizados, o que deixa estes fotógrafos, que percorrem o país à procura de locais abandonados, desapontados. Mas é também por isso que continuam o projecto: "Para preservar as memórias e os sonhos de cada um deles. Para guardar em fotografias o que estes edifícios já não conseguem. Para divulgar a quantidade de imóveis com características únicas que se encontram deixados à sua mercê, apelando à preservação." Fazem-no inserindo-se — a si, ou aos seus casacos amarelos — nas próprias imagens, dando-lhes mais vida. E até criam enredos: "Talvez um dia ainda se conte que, em tempos longínquos, existiu um castelo da Disney em Portugal. Terá sido habitado por monstros e dragões. Talvez se conte que a princesa daquele castelo foi salva por um príncipe e fugiu com ele, tendo sido avistados ao longe com casacos amarelos vestidos", brincam. Mas, em registo mais sério, relembram que estes edifícios "estão a desvalorizar a cada dia que passa". E que continuam lá, "à espera de um final à altura do seu início". 

The Yellow Jackets
The Yellow Jackets
The Yellow Jackets
The Yellow Jackets
The Yellow Jackets
The Yellow Jackets
The Yellow Jackets
The Yellow Jackets
The Yellow Jackets
The Yellow Jackets
The Yellow Jackets
The Yellow Jackets
The Yellow Jackets
The Yellow Jackets
The Yellow Jackets
The Yellow Jackets
The Yellow Jackets
Sugerir correcção