ACT sai hoje em fiscalização, inspectores admitem convocar greve

Operação nacional convocada com urgência. Acção esbarra na falta de carros e meios, dizem inspectores, que já falam numa paralisação como protesto.

Foto
Nelson Garrido (arquivo)

A Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) vai hoje em peso para a rua, numa grande acção nacional de fiscalização que foi organizada em menos de 24 horas e que deverá durar duas semanas. Para alguns inspectores, que admitem avançar para uma greve dada a falta de carros e de condições para este tipo de iniciativas, a rapidez com que tudo foi organizado é sinal de que é uma “encomenda” do Governo, que ontem anunciou novas obrigações em matéria de teletrabalho e mais fiscalização ao trabalho presencial.