Perante a sua segunda crise, Biden vai mais longe no apoio à economia

Novo presidente pretende lançar plano de emergência de 1900 mil milhões de dólares, dando já sinais daquilo que pretende mudar na condução da política económica do país

Foto
Reuters/POOL

Não é a primeira vez na sua vida que Joe Biden assume um cargo na Casa Branca com a economia norte-americana em crise e a precisar, com urgência, de um apoio financeiro em larga escala por parte do governo federal. A experiência semelhante que teve no passado pode ajudar o novo presidente, mas as características únicas da actual crise económica, com a pandemia como principal obstáculo a enfrentar, fazem com que, mesmo beneficiando das lições do passado, os riscos e as incertezas sejam agora tão grandes como o foram na crise anterior.