Em vez de passaportes de vacinação, líderes vão ter de avaliar novas restrições para conter a pandemia

Agravamento de situação epidemiológica deverá dominar encontro informal do Conselho Europeu desta quinta-feira. Poderá ser prematura uma discussão sobre o “passaporte de imunidade”, uma ideia que provoca muitas reservas.

Foto
A ideia de ter um certificado que permita evitar as restrições para quem já foi vacinado provoca muitas dúvidas CHARLES PLATIAU/Reuters

A introdução de novas restrições aos movimentos e limitações das actividades, económicas, educativas ou culturais, numa corrida contra tempo para travar a propagação das novas variantes do coronavírus no continente, não era seguramente o debate que os 27 chefes de Estado e governo da União Europeia queriam ter de fazer na sua primeira reunião informal de 2021, esta quinta-feira.