Tribunal que julga Comandos pede ao ministro da Defesa respostas que não obteve das chefias do Exército

A juíza-presidente solicitou ao Exército que “se digne” dar informações que incidem essencialmente sobre as entidades responsáveis pela realização de cursos no seio do Exército como é o caso do curso dos Comandos. O pedido de 9 de Novembro vinha com “nota de muito urgente” por estar o julgamento a decorrer.

Foto
daniel rocha

Foram quatro os ofícios dirigidos ao Exército desde Outubro de 2020 a pedido do tribunal que julga o processo dos Comandos relativo às circunstâncias das mortes de dois instruendos no curso 127 em Setembro de 2016. Até ontem, quarta-feira, nenhuma tinha merecido resposta.