Emissões de CO2 do sector militar da Europa equivalem à circulação anual de 14 milhões de automóveis

Estudo encomendado pelo grupo da Esquerda no Parlamento Europeu estima que a pegada de carbono militar tenha ultrapassado 24,8 milhões de toneladas de dióxido de carbono em 2019.

Foto
Manobras da NATO na Lituânia em 2019 Valda Kalnina/EPA

A pegada de carbono do sector militar da Europa, em 2019, terá ultrapassado os 24,8 milhões de toneladas de dióxido de carbono, um valor que é equivalente às emissões produzidas anualmente por 14 milhões de automóveis, revela um estudo desenvolvido em conjunto pelo Observatório de Conflitos e Ambiente (CEOBS) e a organização não-governamental britânica Cientistas para a Responsabilidade Global (SGR), e divulgado esta terça-feira pelo grupo político da Esquerda no Parlamento Europeu.