Está “na altura de as mulheres serem vistas”, não?

É um alerta em forma de livro. Mulheres Invisíveis, de Caroline Criado Perez, dispara números e estudos para dizer: este é um mundo feito de e para os homens.

Foto
Caroline Criado Perez DR

Já alguma vez sentiu que o smartphone é demasiado grande para a sua mão? Que tem de ir fazer musculação para o ginásio (em máquinas também elas demasiado altas) só para empurrar a porta do escritório? Que o sistema de reconhecimento de voz tem um fraquinho por tons mais graves? Ou que o GPS não tem lá muito em conta o desconforto que é atravessar um parque mal iluminado à noite? Há uma grande probabilidade de uma pessoa do sexo feminino se reconhecer em algumas (todas?) estas questões. Acrescentamos: não é culpa sua, mas de um mundo feito à imagem e semelhança de um outro indivíduo um homem.

Sugerir correcção
Comentar