Teresa, Cláudia, Clémence: retalhos do desemprego galopante de Lisboa

Os dados do Observatório de Luta contra a Pobreza na Cidade de Lisboa mostram uma “situação preocupante”, com grande aumento do desemprego sobretudo entre os mais jovens e menos qualificados.

Foto
Rui Gaudêncio

Foi logo no início da pandemia que Teresa perdeu o emprego. Duas ou três semanas depois de identificados os primeiros casos de covid-19 em Portugal, o país a fechar-se em casa e os turistas a não vir, a empresa para a qual trabalhava há poucos meses comunicou-lhe que era preciso reduzir pessoal. Ela, que nos últimos anos se especializara em receber hóspedes em apartamentos turísticos e em garantir-lhes uma estada agradável, viu-se de repente sem rendimentos e sem subsídio de desemprego.