Pós-Bicho: Bruno Nogueira estreia na SIC um programa de domingo “incatalogável”

Princípio, Meio e Fim é uma série sobre escrever guiões. E errar. E ter actores como Nuno Lopes ou Jessica Athayde a interpretar esses erros. Depois do fenómeno que marcou a oferta cultural da pandemia, voltar à TV é para o humorista um “compromisso”, mas também “liberdade”.

Foto
Bruno Nogueira no palco do Teatro São Luiz PEDRO CUNHA

Há um ano, Bruno Nogueira reunia os seus espectadores no Instagram para se distraírem da pandemia com conversas e monólogos livres naquilo a que se tornou inevitável chamar um “programa”, com “episódios” e convidados. No próximo domingo, estreia na noite da SIC o seu novo programa sobre o acto de escrever e a vã glória de errar, Princípio, Meio e Fim. Em comum com o fenómeno Como É Que o Bicho Mexe, esta série de seis episódios tem o facto de ser difícil de classificar – é ficção, mas também é realidade , os amigos-argumentistas-actores com que o humorista trabalha, e um confinamento recente. É “humor adulto”, diz o director de Programas Daniel Oliveira; “é incatalogável”, diz Nuno Markl; é “liberdade” mas também “compromisso”, diz Bruno Nogueira.