Conservação da natureza

Há um novo panda-vermelho num zoo da Polónia: é a Laya

EPA/Szymon Labinski
Fotogaleria
EPA/Szymon Labinski

Laya mudou-se do Parc Animalier D'Auvergne, em França, para o Jardim Zoológico Municipal de Plock. Com menos de um ano ano, o panda-vermelho fêmea tornou-se, no início de Abril, num dos mais recentes habitantes do parque na Polónia. 

Pouco maior do que um gato, o panda-vermelho é um animal bastante acrobático e dotado. E seja pelos olhinhos ternurentos, as orelhas brancas ou a cauda farfalhuda, estas são criaturas demasiado adoráveis. Quase metade da população de pandas-vermelhos vive nos Himalaias Orientais — mas esta é uma das espécies mais ameaçadas do mundo. Está em perigo devido à destruição do seu habitat, à caça e à consanguinidade causada pela diminuição do número de exemplares. É que a reprodução deste animal é bastante complexa: a fêmea só está receptiva uma vez por ano, num período de 12 a 36 horas.

As imagens mostram Laya a brincar nas árvores, a espreitar pelos troncos e a comer bambu, como é habitual que estes animais façam. Conseguimos lidar com o quão adorável é?

EPA/Szymon Labinski
EPA/Szymon Labinski
EPA/Szymon Labinski
EPA/Szymon Labinski
EPA/Szymon Labinski
Sugerir correcção