Abriu o primeiro parque de estacionamento da EMEL para bicicletas no Lumiar

O primeiro de 13 parques que a EMEL pretende criar em Lisboa abriu esta quarta-feira, no Lumiar. O espaço tem 24 lugares para os ciclistas deixarem o seu transporte.

Foto

Já está a funcionar o primeiro dos 13 BiciParks que a EMEL pretende criar no município de Lisboa. A empresa responsável pela gestão da mobilidade e do estacionamento na capital tem como objectivo criar uma rede de 13 parques de estacionamento para bicicletas espalhados pelo concelho, de modo a facilitar a deslocação através deste meio de transporte e a sua segurança.

Naquele que marca o Dia Mundial da Saúde, a EMEL decidiu inaugurar o espaço que tem capacidade para albergar vinte e duas bicicletas convencionais e duas bicicletas de carga (cargo bikes). O novo BiciPark está situado no Parque de Estacionamento do Lumiar, no Largo da Républica da Turquia, e de acordo com a empresa “basta fazer o respectivo registo online através de ‘O meu perfil EMEL’, para ter acesso a este espaço prático e seguro”.

Luís Natal Marques, presidente do conselho de administração da EMEL, citado em comunicado, diz que “escolhemos o dia de hoje [7 de Abril], Dia Mundial da Saúde, para fazer o ponto da situação da instalação da nossa Rede BiciPark em diversos pontos da cidade, que privilegia a segurança e acautela a proximidade dos transportes públicos”.

A empresa municipal adiantou ainda que através de uma pesquisa aos hábitos dos utilizadores de bicicletas no concelho foi possível identificar “as principais falhas sentidas pelas ciclistas e pelos ciclistas urbanos, nomeadamente o receio do furto e incerteza quanto à indisponibilidade de estacionamento”.

Foi com base neste estudo que a Empresa de Mobilidade e Estacionamento de Lisboa resolveu implementar a rede de 13 parques de estacionamento de bicicletas, de modo a criar “maior segurança e comodidade nas deslocações” de bicicleta na cidade de Lisboa.

“A bicicleta é cada vez mais uma peça essencial de acessibilidade, colaborando, em muito, para a concretização do novo conceito das cidades 15 minutos, espaços urbanos com boa mobilidade, segura e descarbonizada, feita a pé ou em duas rodas (bicicleta e/ou trotineta)”, sublinhou Luís Natal Marques.

A empresa revelou ainda que brevemente os 13 parques estarão à disposição dos munícipes, oferecendo mais de 200 lugares para deixar a bicicleta em segurança.

Foto
Rede de parques de estacionamento de bicicletas do concelhode Lisboa

Todos os parques criados prevêem espaço para estacionamento de bicicletas de carga. Assim, a rede de BiciPark foi pensada para “maximizar a experiência de utilização, disponibilizando estacionamento seguro, reservado a utilizadores e utilizadoras previamente registados e registadas, em áreas de fácil acesso, perto da cabine do operador, e com suportes individuais que garantem a estabilidade à bicicleta, inclusive para bicicletas de carga”, destaca o comunicado.

A rede de 13 BiciParks da EMEL será constituída pelos parques de estacionamento do Lumiar, Telheiras Nascente, Telheiras Poente, Cosme Damião, Alto dos Moinhos, Teixeira de Pascoaes, Rego, Manuel Gouveia, Casal Vistoso, Sousa Pinto, Campo de Ourique, Graça e Chão do Loureiro.

A empresa municipal esclarece ainda que o acesso é reservado a utilizadores com mais de 18 anos, que tenham feito previamente o registo em ‘O meu perfil da EMEL’. O acesso é feito com cartão VIVA previamente carregado com passe BiciPark. Já a tarifa mensal única para usufruto dos parques é de sete euros. Porém, o serviço é gratuito para residentes de Lisboa, que não disponham de dístico de residente, dístico verde ou avença automóvel em parque de estacionamento EMEL.

O parque do Lumiar, único em funcionamento até ao momento, está aberto 24 horas por dia de segunda-feira a domingo.

Texto editado por Ana Fernandes