Brasil ultrapassa 4 mil mortos por covid-19 num só dia. “Agora sou genocida”, ironiza Bolsonaro

Número de óbitos aproxima o país da pior fase da pandemia nos EUA e surge apenas duas semanas depois de ultrapassados os 3 mil mortos diários e 27 dias depois dos 2 mil. Presidente insiste nas críticas às medidas de isolamento social.

Foto
Cartaz crítico da gestão da pandemia de Bolsonaro, num mural do Rio de Janeiro PILAR OLIVARES/Reuters

O Brasil continua a bater recordes dramáticos de mortes pela doença causada pelo vírus SARS-CoV-2, sendo neste momento um dos principais epicentros de covid-19 a nível mundial. Na terça-feira, o país sul-americano atingiu a marca trágica que tinha sido verificada durante a pior fase da pandemia nos Estados Unidos: mais de 4 mil pessoas perderam a vida em 24 horas em território brasileiro.