Covid-19: mais 663 casos e três mortes. O R(t) volta a subir em Portugal

Internamentos desceram, mas casos em cuidados intensivos registam aumento na terça-feira.

O país registou, nesta terça-feira, 663 casos de covid-19 e três mortes provocadas pelo vírus, de acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Direcção-Geral da Saúde nesta quarta-feira. Desde o início da pandemia, as autoridades detectaram 825.031 infecções e 16.890 mortes.

Há também menos 16 doentes em internamento, mas mais três em cuidados intensivos. De acordo com a contabilização feita até ao final de terça-feira, estão internados 488 pacientes, 116 destes em Unidades de Cuidados Intensivos. 

O R(t), índice de transmissibilidade da doença, passou oficialmente o 1, tanto em Portugal continental como na contabilização com as regiões autónomas. Neste momento, o R(t) nacional fixa-se em 1,01, enquanto no continente está ligeiramente acima, nos 1,02. 

Na última actualização da matriz de risco, publicada na segunda-feira, o indicador R(t) nacional estava nos 0,98, mas o cálculo feito apenas para Portugal continental colocava este indicador no 1. Ou seja, o continente ultrapassou um dos limites do plano traçado para o desconfinamento, algo que poderá ter repercussões na progressão do mesmo.

Também a taxa de incidência, o segundo indicador cujo cumprimento ditará o avanço do plano de desconfinamento, voltou a subir desde segunda-feira. A contabilização nacional aponta para uma incidência de 64,3 casos de covid-19 por cada 100 mil habitantes, enquanto o continente regista uma incidência de 62,5. Lembremos que o valor traçado como limite para este indicador são de 120 casos de infecção a 14 dias por cada 100 mil habitantes. 

Nesta terça-feira, as autoridades de saúde consideraram recuperadas da infecção mais 757 pessoas, num total de 782.294 desde a detecção dos primeiros casos de SARS-CoV-2 em Portugal, a 2 de Março de 2020.

O boletim epidemiológico mostra também uma descida no número de casos activos: na terça-feira, contavam-se 25.847 infecções por covid-19, menos 97 do que no dia anterior.