Palestina e Xinjiang: a máscara das causas humanitárias

1. Quis um dos acasos irónicos da política internacional que a questão da Palestina e do Xinjiang ressurgissem, quase em simultâneo, em Abril e Maio de 2021. Usualmente estes dois problemas políticos, ambos com uma forte dimensão humanitária, são tratados de forma separada. Ressalvadas as especificidades de cada um, que naturalmente existem e são grandes, até pela própria história da formação de Israel (1948) e da actual República Popular da China (1949), há traços que podem ser comparados. Por definição, o termo humanitário refere-se à humanidade e ao seu bem geral e está impregnado de uma concepção humanista-universalista de ser humano. Humanitário designa também o nobre sentimento de empatia e compaixão com o outro. Leva um ser humano a procurar a aliviar o sofrimento de outros seres humanos onde quer que esse sofrimento se encontre. Pressupõe uma actuação fundamentalmente humanista, empática e justa.

Sugerir correcção
Ler 14 comentários