Grupo Montepio: eleições contam com quatro listas na corrida à liderança

Eugénio Rosa, João Vicente Ribeiro, Pedro Corte Real e Virgílio Lima são os candidatos à liderança da AMMG nas próximas eleições de Dezembro, que irão eleger os novos corpos sociais.

Foto
Manuel Roberto / Publico

Depois de terem colapsado as negociações para juntar as três facções da oposição ao actual poder institucional da Associação Mutualista Montepio Geral (AMMG), liderado por Virgílio Lima, é expectável que esta quarta-feira cheguem à ASF-Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões quatro candidaturas à presidência da maior instituição da economia social, cujas eleições estão agendadas para Dezembro.

À frente da lista designada de “unidade”, onde pontuam nomes ligados ao Partido Comunista Português, mas também a outros meios de esquerda, está o economista Eugénio Rosa. Ao passo que o grupo conectado com o bloco central (PSD e PS) indica o nome do matemático Pedro Corte Real para presidir ao Conselho de Administração, como principal executivo.

Na lista de Eugénio Rosa, que concorre a presidente-executivo (CEO), constam, como executivos, a socióloga Ana Drago, o arquitecto Tiago Saraiva, o economista António Couto Lopes e Inácia Moisés. O Conselho de Administração integra ainda, mas como não executivos, Catarina Homem e Luís Costa. Para presidir ao Conselho Fiscal é avançado o nome de Martins Correia.

Na candidatura liderada por Pedro Corte Real (CEO), está Miguel Coelho (candidato a administrador financeiro), que até 2018 integrou a equipa de Tomás Correia (ex-presidente do Montepio), e que é actual director do BEM (instituição de crédito para empresas do Montepio), mas também Nuno Cunha Rolo, Mário Valadas e uma ex-administradora da CMVM. Este grupo é apoiado, entre outros, por Ribeiro Mendes, João Costa Pinto e Rui Martinho.

Por sua vez, o actual líder do Conselho de Administração, Virgílio Lima, já indicou que também se posicionará nesta eleição, tendo ao seu lado, por exemplo, Idália Serrão e João Carvalho das Neves.

Já o designado "grupo de quadros do Montepio”, vai propor para CEO da mutualista o economista João Vicente Ribeiro (ex-BCP, ex-Farol e ex-Oi), que terá como executivos Pedro Alves, presidente do Montepio Crédito, e Pedro Líbano Monteiro, presidente do Montepio Valor, Nuno Parames, que será director financeiro, actualmente na área de recuperação de crédito do BPP, Maria Eduarda Osório, quadro do Montepio, e como não executiva Fernanda Freitas. Na administração deverá ficar também Paula Guimarães, ex-presidente da Fundação Montepio.

Notícia actualizada com mais informação