Agricultores exigem nova PAC adaptada “às condições do país”

A partir de 2023, a taxa máxima de apoio ao investimento a fundo perdido no âmbito da PAC regride para 65%. Quanto ao primeiro pilar, CAP e CNA alertam: a condicionalidade ambiental, alinhada com os objectivos do Pacto Ecológico Europeu, deve olhar para a realidade de cada Estado-membro.

Foto
Nuno Ferreira Santos

“Uma exploração de vacas leiteiras não tem cabimento ser objecto do greening, porque aquela exploração só faz aquilo. Tem vacas, que têm de ser alimentadas com determinados alimentos para darem leite. Ora, para cumprir os requisitos do greening [práticas agrícolas benéficas para o clima e ambiente, previstas no Regulamento (UE) n.º 1307/2013], a exploração tinha de ir à procura de um pedaço de terra para fazer uma cultura de trigo ou ervilhas, por exemplo. Não tinha cabimento. O que tem cabimento é que, na exploração leiteira, o produtor produza alimentos de uma determinada maneira, encaixada no espírito dos regimes ecológicos, para que seja considerada amiga do ambiente e possa receber a respectiva ajuda”.