Para o debate orçamental

O Governo continua a fazer uma gestão orçamental que corre atrás dos problemas e, com isso, deixa a crise crescer e bater à porta de milhares de pessoas. Pela parte do Bloco, nenhuma negociação séria poderá assentar no princípio do cheque em branco.

A frase saiu a meio da entrevista de Duarte Cordeiro, secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares. Em conversa com o PÚBLICO e a Renascença, ia explicando que não estava ressentido com o voto contra do Bloco de Esquerda no último Orçamento do Estado (OE 2021) e dava conta da disponibilidade do Governo para reatar negociações com todos os partidos, esperando que o futuro tivesse desfecho diferente. Tudo normal, dirá qualquer pessoa que acompanhe estas matérias, essa é a narrativa do executivo há várias semanas. Depois chegou a tal frase: “Não havia necessidade de votar contra o OE, porque nós temos a capacidade de, ao longo do ano, ir alterando as nossas respostas.”