Um admirável mundo novo

Há um mundo novo, também no desporto, que precisa de respostas adequadas, tendo sempre por base a dignidade da pessoa humana. É que este novo mundo veio para ficar. Que ninguém se iluda.

Não nos referimos a qualquer tipo de distopia, mas antes à inevitabilidade, que muitos teimam em negar, com isso prejudicando o desenvolvimento das suas organizações desportivas: a impressiva e acelerada mutação das pessoas que praticam desporto, em tudo o que concerne ao sexo, orientação sexual, liberdade, identidade e diversidade de género. Há, pois, manifestamente um mundo novo, também no desporto, que precisa de respostas adequadas, ponderadas, após bem reflectidas por todos os intervenientes, tendo sempre por base a dignidade da pessoa humana. É que este novo mundo veio para ficar. Que ninguém se iluda.