Os “taliban amáveis”e o regresso dos “kamikaze”

A tentativa de anular os esforços de credibilidade dos taliban pode vir a ter repercussão nos cálculos estratégicos dos grandes vizinhos: Paquistão, China, Índia, Irão, Rússia e Turquia.

Foto
Reuters/STRINGER

O massacre de quinta-feira no aeroporto de Cabul, no momento em que os media mundiais estavam aí centrados, tem dois destinatários: os americanos e os taliban. Foi um banho de sangue a “celebrar” a retirada militar, que Joe Biden desejava rápida, cirúrgica e sem baixas americanas. O morticínio de afegãos e americanos será exibido como um golpe nos “infiéis ocidentais”. Aumenta a insegurança e o nervosismo em torno da retirada e vai diminuir drasticamente o número de pessoas a retirar do país.