Área do Euro com política orçamental expansionista sem precedentes

As perspectivas são animadoras para Portugal e o crescimento nominal (e real) em 2022 deve e pode ser robusto, sob ressalva dos riscos de uma quarta vaga da pandemia devido à variante Delta.

A crise económica causada pela covid-19 causou um choque assimétrico que, como se sabe, afectou de forma dramática sectores específicos (e.g., restauração, turismo, aviação, sector automóvel com especial impacto no emprego). Contudo, tanto na Área do Euro como nos EUA, parte do choque foi absorvido pelas administrações públicas que deixaram os défices derrapar, e pela política monetária com novos programas de expansão quantitativa.