Quotas para homens? Ou: o elogio da diversidade

A diversidade traz benefícios — aos indivíduos que são representados devidamente pelos seus semelhantes, às empresas que ganham mais dinheiro, à sociedade que se torna mais justa (e eficiente).

Ocasionalmente, quando tenho conversas sobre a necessidade de quotas para garantir a representação de mulheres nos lugares de poder (político, económico e mediático), algumas amigas argumentam que, a prazo, estas imposições funcionarão contra as mulheres. As mulheres já estão em maioria nas universidades, donde é inevitável virem a dominar algumas profissões. E eu respondo sempre ‘ainda bem’. Se um dia as quotas servirem para garantir a representação de homens, será ótimo sinal.