Ângelo Rodrigues e uma “lição de humildade” na Amazónia: “Vivi uma experiência sociológica numa cápsula do tempo”

O actor português assina um documentário sobre a maior floresta tropical do mundo, onde viveu “uma experiência de sobrevivência”, ainda que não levada a extremos. Uma viagem marcante que chega ao ecrã mesmo a tempo de assinalar, no domingo, o Dia Mundial da Amazónia. O doc “Não Há Espelhos na Amazónia” é transmitido no Opto, canal premium da SIC.

Foto
Filipa Fernandez

É mais conhecido pelos seus trabalhos em televisão e no teatro, mas fez das viagens uma componente importante na sua vida, preferindo alargar os períodos que passa em viagem em detrimento de mais um trabalho como actor. E não viaja guardando para si as suas experiências. Antes, mune-se das ferramentas que lhe permitiram realizar, até agora, dois documentários: A Terra dos Mil Sorrisos, sobre o período em que foi voluntário como professor de teatro, na Ilha de Moçambique, e Não Há Espelhos na Amazónia, que este fim-de-semana, em que se celebra o Dia Mundial da Amazónia (5 de Setembro), está em destaque no Opto, o canal de streaming da SIC.

Sugerir correcção
Ler 1 comentários