Tânia Gaspar: “Ouvir os jovens e deixá-los falar desta experiência”

Os alunos estão desejosos de voltar, mas também receosos. Por isso, cabe à escola proporcionar um ambiente que promova o bem-estar de toda a comunidade, defende a investigadora e psicóloga.

Foto
Tânia Gaspar: "Nenhum de nós sabe o que é normal, sobretudo as crianças e jovens, porque dois anos nas suas vidas é imenso" DR

Tânia Gaspar está familiarizada com os comportamentos dos jovens e com a escola, uma vez que é uma das investigadoras por detrás do “Health Behaviour in School-aged Children”, um estudo da Organização Mundial da Saúde, que se repete a cada quatro anos e cuja coordenação em Portugal é assegurada pela professora Margarida Gaspar de Matos. A investigadora e psicóloga defende que neste regresso à escola as preocupações se centrem no bem-estar dos alunos, para que estes estejam mais predispostos a aprender. A escola deve estar também atenta aos professores e auxiliares, que também podem estar ansiosos com o início do ano lectivo.