“Se o plástico dura anos, para quê criar algo que dura semanas?” Designer limpa a praia e faz móveis

“A quantidade de plástico nas praias é brutal”, lança Humberto Less, engenheiro de design da ilha espanhola de Grande Canária, enquanto recolhe meticulosamente pedaços de lixo plástico na costa da praia Barranca.

Humberto, de 28 anos, decidiu deixar o seu emprego em Barcelona no início de 2020 e regressar à Grande Canária para desenvolver um projecto de limpeza da costa, transformando resíduos plásticos em móveis.

“Percebi que não era possível limpar a costa de forma altruísta. Então encontrei uma forma de dar valor económico aos resíduos encontrados na costa”, diz o fundador da Yum Design, que tem como objectivo criar peças de mobiliário com objectos de plástico que o mar trouxe até à costa.

O plástico pode permanecer intacto na terra ou na água ao longo de séculos, mas Humberto procura capitalizar essa característica tão negativa para o meio ambiente, transformando-a num aspecto positivo dos seus projectos. “Se o plástico dura anos, para quê fazer algo que vai durar meses ou semanas?”, questiona. "Vou criar um produto que dure anos como o plástico."

A Greenpeace estima que 12 milhões de toneladas de plástico são depositadas nos oceanos todos os anos, o equivalente a um camião de lixo de plástico a cada minuto, todos os dias ao longo do ano. Um dos problemas é o uso excessivo do plástico descartável de uso único. Em todo o mundo, um milhão de garrafas de plástico de bebidas são compradas a cada minuto, enquanto são usados 5 biliões de sacos plásticos descartáveis todos os anos.

“No total, metade de todo o plástico produzido é projectado para ser usado apenas uma vez — e depois atirado fora”, alerta as Nações Unidas através do seu Programa para o Meio Ambiente (PNUMA). Apenas 9% de todos os resíduos de plástico já produzidos foram reciclados, cerca de 12% foram incinerados, enquanto o restante — 79% — se acumulou em aterros, lixeiras ou em ambiente natural.

Humberto encontra todo o tipo de resíduos de plástico — de capacetes a tampas de garrafa — nas suas expedições de recolha e, em média, reúne cinco quilos de cada vez nas costas atlânticas da Grande Canária. De seguida, classifica os resíduos de plástico por cor para criar produtos que vão desde bancos modernos até anéis usados ​​como cabides para roupas. O objectivo da Yum Design é criar produtos grandes de plástico reciclado que tenham uma vida longa.

Nem todo o plástico que Humberto Less recolhe é adequado para reciclar como mobiliário, mas encontra sentido na missão: "Limpámos a praia".