O Desafio é o filme russo que vai ser gravado no espaço já no próximo mês

É já no dia 5 de Outubro que a actriz Yulia Peresild, o director Klim Shipenko e o comandante Anton Shkaplerov descolam para filmar o primeiro filme no espaço.

Foto
A actriz Yulia Peresild (esquerda), o comandante Anton Shkaplerov (centro) e o realizador Klim Shipenko (direita) EPA/ROSCOSMOS HANDOUT

O Desafio — passe a redundância — é o próximo desafio da agência espacial russa no espaço. Depois de uma comissão médica, no dia 31 de Agosto, ter autorizado a gravar o primeiro filme no espaço, a actriz Yulia Peresild, o director Klim Shipenko e o cosmonauta Anton Shkaplerov levantam voo em direcção à Estação Espacial Inernacional (ISS, na sigla em inglês) já no próximo dia 5 de Outubro. 

A agência, o canal Piervy Kanal e a produtora Yellow, Black and White —parceiros neste filme, explica o El País — anunciaram a ambição cinematográfica no ano passado, depois de a NASA ter apresentado um plano para Tom Cruise ser o protagonista do primeiro filme no espaço.

“Este filme é construído em torno da história de uma pessoa comum... um médico que não tinha nada a ver com a exploração espacial e nunca pensou sobre isso. É-lhe perguntado se queria viajar com a ISS ... e salvar a vida de um cosmonauta”, disse Klim Shipenko, o realizador do filme, numa conferência de imprensa antes da partida da tripulação para o cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão, cita a Reuters.

Shkaplerov, o comandante da aeronave, também vai fazer parte do filme: “não serei a personagem principal, mas ainda vou descobrir como é produzido um filme num local tão invulgar como o espaço”, disse, também a conferência de imprensa.

“Nos primeiros dois segundos é assustador”, disse Yulia Peresild, que está prestes a tornar-se a primeira actriz no espaço. “Depois disso, é lindo”. Yulia diz que não está com medo, mas que terá de enfrentar vários desafios, literalmente, como fazer a própria maquilhagem ou trabalhar sem iluminação ou equipas de som.

A complexidade da iniciativa obrigou à elaboração de um “plano B": foi designada uma equipa de substituição pronta para actuar na missão — o cosmonauta Oleg Artemyev, o director Alexey Dudin e a actriz Alena Mordovina. O projecto pretende demonstrar que o espaço está a tornar-se disponível “não só para profissionais, mas também para um leque cada vez maior de interessados”, afirma Roscosmos, citada pela Newsweek.

 “Será o primeiro [filme] a levar um actor e director ao espaço com o propósito de o fazer”, disse Robert Pearlman, historiador espacial e fundador e editor do CollectSpace.com — um site dedicado a notícias e informações sobre as explorações feitas no espaço.

Apesar da boa reacção a esta aventura por parte dos apaixonados pela ficção, para o cosmonauta Mikhail Kornienko, citado pelo El País, o filme está um pouco distante dos projectos científicos dos quais tem participado: “É uma questão cultural. Se fizessem um bom filme sobre a ISS, sobre o espaço, não apenas uma ficção, despertaria ainda mais interesse pelo cosmos da cidadania”.

As missões Apollo foram pioneiras em transmissões de televisão ao vivo e já existiram tentativas anteriores de filmar ficção no espaço. Richard Garriott, um empresário que voou como turista em 2008, filmou a curta-metragem de sete minutos Apogee of Fear;Return from Orbit é um filme de ficção científica soviético, de 1984, dirigido por Aleksandr Surin, que apresentava cenas filmadas em órbita a bordo da estação espacial Salyut 7 e da Soyuz T-9.