Scarlett Johansson contra a Disney: o processo que ia mudar Hollywood acabou abafado

Estreia simultânea do filme Viúva Negra em sala e em streaming prejudicou pagamento da actriz, que processou o estúdio. As duas partes chegaram a acordo sem que dele saiam pistas sobre os efeitos das mudanças trazidas pelas plataformas digitais nos direitos dos actores.

Foto
Marvel Studios

O importante processo judicial que opôs a actriz Scarlett Johansson ao estúdio Disney chegou ao fim com um acordo cujos termos nenhuma das partes revelou. É o final desejado pela estrela e pelo estúdio, a avaliar pelas suas declarações oficiais. Mas é um final misterioso e para já inconsequente para a indústria que tentava através deste processo “explosivo” ou “blockbuster”, como foi sendo descrito, responder à pergunta “como é que os actores devem ser pagos no mundo do streaming?” e saber que mudanças intestinas implicam afinal as estreias de filmes nas plataformas digitais.