O que têm em comum Ann Cooper Hewitt, Britney Spears e Carrie Buck? As três foram consideradas “inaptas” e o controlo das suas vidas roubado

Para os historiadores da eugenia, a provação da cantora não causa choque. É uma história de poder — poder sobre o trabalho da mulher, os seus direitos civis, a custódia parental, a representação legal e até sobre o seu sistema reprodutivo. E recordam as histórias de Ann Cooper Hewitt e Carrie Buck, duas vítimas da esterilização por ordem judicial.

Foto
O fim do "reinado" do pai de Britney Spears deve-se, acreditam os apoiantes da cantora, à mudança de advogado; os fãs acusam o anterior de não ter defendido os interesses da estrela Reuters/MARIO ANZUONI

O pai de Britney Spears, Jamie Spears, foi suspenso como curador das finanças da filha numa audiência em Los Angeles, na quarta-feira, pondo-se, assim, um ponto (quase) final ao controlo que teve sobre a artista ao longo dos últimos 13 anos. O deferimento da juíza segue-se ao lançamento de novos documentários que detalham como tem sido a vida da estrela pop sob a tutela determinada por tribunal em 2008, incluindo acusações de que o seu quarto estava sob escuta e que ela foi forçada a tomar medicamentos.

Sugerir correcção
Ler 5 comentários