Mais de 18 mil benfiquistas já votaram nas eleições

Até às 13h40 deste sábado, votaram 18.447 pessoas. O recorde de participação eleitoral no clube foi alcançado em 2020, com 38.102 votantes.

Foto
Eleições no Benfica realizam-se neste sábado Reuters/PEDRO NUNES

Mais de 18 mil pessoas já votaram nas eleições do Benfica que decorrem este sábado, segundo avança o clube. Até às 12h, tinham votado mais de 10 mil eleitores. De acordo com informações do próprio clube, nas últimas eleições realizadas há um ano, esse número de votantes só foi alcançado muito depois do meio-dia.

O antigo futebolista do Benfica Shéu Han foi um dos sócios “encarnados” que já exerceu o direito de voto na manhã de hoje nas eleições para os órgãos sociais do clube e manifestou a sua satisfação pela afluência.

“O Benfica é um grande clube, um clube enorme, e esta forma de participação demonstra esse facto. Foi muito rápido. Até vim cá fora para verificar como estava o andamento e descansar as pessoas para lhes dizer que isto não vai demorar muito tempo”, afirmou o ex-dirigente aos jornalistas, junto do Estádio da Luz.

Para Shéu, este é um ato eleitoral diferente daquele que ocorreu há cerca de um ano, opondo então o ex-presidente Luís Filipe Vieira a João Noronha Lopes, sublinhando que a actual disputa entre Rui Costa e Francisco Benitez tem um outro significado.

“Cada momento tem o significado que tem. Houve necessidade de se fazer esta eleição e naturalmente que os benfiquistas vão responder, e têm respondido da forma que é normal”, frisou a antiga “glória” benfiquista, numa manhã em que votaram pelo menos 6 mil sócios nas duas primeiras horas de sufrágio.

O recorde de participação eleitoral no clube foi alcançado em 2020, com 38.102 votantes. Até às 13h40 deste sábado, votaram 18.447 pessoas.

Rui Gomes da Silva prevê novas eleições dentro de “ano e meio"

O ex-candidato à presidência do Benfica Rui Gomes da Silva também já votou. Aos jornalistas disse que Rui Costa vai vencer as eleições para o clube, mas mostrou-se céptico sobre o futuro e antecipou nova ida às urnas em “ano e meio”.

“Rui Costa merece esta oportunidade. O próximo ciclo é um ciclo muito exigente, onde vamos discutir direitos televisivos, o futuro do Benfica como clube da Europa ou grande clube de Portugal, o ano em que vamos ter de discutir se o Benfica é ou não vendido... Se querem a minha previsão, daqui a ano e meio estaremos cá outra vez com o Benfica numa grande crise. Espero não ter razão como tive há um ano”, afirmou.

Um dos candidatos à presidência do Benfica, Francisco Benitez, mostrou-se confiante numa mudança para o futuro do clube da Luz, independentemente do resultado, e expressou satisfação pela adesão dos sócios às eleições.

“Sinal de mudança vai ser sempre, porque ter eleições como estamos a ter agora já é um sinal de mudança”, começou por dizer, desejando um novo recorde de afluência: “Estou muito contente com a adesão. O meu grande desejo era que nós conseguíssemos bater o recorde de votantes do ano passado. Seria excelente e viria demonstrar mais uma vez que os benfiquistas estão atentos e que quando é preciso tocar a reunir, eles chegam e ajudam”.

Em declarações aos jornalistas à saída do pavilhão n.º 2 da Luz, o empresário e líder da Lista B garantiu não ficar preocupado com as demonstrações de carinho dos adeptos em relação ao adversário e manifestou-se disponível para apoiar Rui Costa, caso este vença, mediante o cumprimento das promessas de campanha.

“Vou apoiá-lo no sentido daquilo que ele prometeu nas eleições: trazer mais transparência, mais democracia e ser mais ambicioso. Aí, terá todo o meu apoio. Se não o fizer, terá a minha crítica”, asseverou, ressalvando: “Estou muito contente como as coisas correram e agora cabe aos benfiquistas dizerem o rumo que querem para os próximos quatro anos”.

Prometendo a continuidade do movimento Servir o Benfica, do qual faz parte, independentemente do resultado eleitoral, Francisco Benitez justificou novamente o porquê de não ter avançado com nomes para a constituição da SAD.

“Não o faria. Tenho essas pessoas, ajudaram-me a construir o programa que apresentei aos benfiquistas, sempre com a condição de que eu não revelaria os nomes deles. Quando dou a minha palavra, cumpro as minhas promessas até ao fim. Amanhã [domingo], se Deus quiser, cá estarei. A primeira coisa que vou fazer é estar aqui para revelar os nomes”, concluiu.

As eleições do Benfica decorrem das 8h00 às 22h00, no Pavilhão n.º 2 do Estádio da Luz, em Lisboa, e em 24 casas do clube de norte a sul do país, sendo que os sócios residentes nos Açores, na Madeira ou no estrangeiro irão votar via “online”.