Sérvia não teve vida fácil no Luxemburgo

Próximo adversário da selecção portuguesa na qualificação para o Mundial 2022 bateu-se bem, mas perdeu por 0-1 com os balcânicos, que assumiram o comando do Grupo A.

Foto
O Luxemburgo criou muitos problemas aos sérvios EPA/JULIEN WARNAND

À atenção de Fernando Santos, que provavelmente está bem avisado. O Luxemburgo é uma selecção competitiva e longe dos tempos em que estava do lado errado de goleadas. Foi o que se viu ontem no grão-ducado, onde a Sérvia teve enormes dificuldades para vencer, acabando por alcançar um magro triunfo por 0-1 em mais uma ronda do Grupo A da zona europeia de qualificação para o Mundial 2022. Com este triunfo, os balcânicos assumiram o comando do agrupamento, com 14 pontos, mais um que Portugal, que defronta o Luxemburgo na próxima terça-feira.

Ainda não será desta que os luxemburgueses chegam a uma grande competição de selecções, mas estão num patamar que lhe permite pensar nisso. E, frente aos sérvios, foram uma equipa com propósito ofensivo e a criar muito perigo aos balcânicos. Tiveram oportunidades para marcar, mas falharam muito na concretização e acabariam por ceder já em fase adiantada do jogo, aos 68’, num rápido contra-ataque que Vlahovic concretizou.

Esta derrota deixou os luxemburgueses praticamente afastados do Mundial, e na mesma situação está a República da Irlanda, apesar do triunfo por 0-3 em Baku sobre o Azerbaijão.

Tal como no Grupo A, imperou a lei do mais forte em todos os jogos deste sábado na qualificação para o Mundial. No Grupo B, a Suécia não teve grandes problemas para derrotar o Kosovo por 3-0, mantendo-se perfeitamente dentro da corrida pela qualificação directa – tem 12 pontos, menos um que a líder Espanha. Já a Grécia vai fazendo o que pode para voltar aos Mundiais, com um triunfo sobre a Geórgia por 0-2 que reforça o terceiro lugar.

No Grupo C, a Suíça triunfo sobre a Irlanda do Norte por 2-0 e está em segundo, atrás da campeã europeia Itália. Sem consequência para as contas do apuramento foi o triunfo da Lituânia sobre a Bulgária por 3-1.

No Grupo D, a Ucrânia regressou ao segundo lugar após triunfo sobre a Finlândia por 1-2. O avançado benfiquista Yarenmchuck foi a grande figura da partida, ao assistir para Yarmolenko aos 4’ e marcando ele próprio aos 34’. Pelo meio, Pukki marcou para os finlandeses. A Bósnia também continua na luta, depois do triunfo por 0-2 sobre o Cazaquistão.

No Grupo F, a Dinamarca manteve o seu registo perfeito na qualificação, alcançando a sua sétima vitória com um 0-4 sobre a Moldova. Com o primeiro lugar quase entregue, é a Escócia quem se posiciona para ficar com o segundo depois de um triunfo importante sobre Israel por 3-2.

No Grupo I, houve duas goleadas mais do que esperadas. Depois de um incêndio no estádio durante a tarde, a Inglaterra esteve em Andorra para aplicar mais uma goleada à selecção do principado (0-5). E foi pelo mesmo resultado que a Polónia orientada por Paulo Sousa triunfou sobre São Marino. Mas a surpresa deste grupo chama-se Albânia, que triunfou na Hungria por 0-1 e segue no segundo lugar, com 15 pontos, apenas atrás dos ingleses (19) e à frente dos polacos (14).