As notícias da morte do SPD foram exageradas – as do ressurgimento também podem ser

O social-democrata Olaf Scholz está no caminho de poder ser o próximo chanceler da Alemanha, mesmo com um dos piores resultados do SPD na sua história do pós-guerra.

Foto
Verdes, FDP e SPD podem formar uma coligação inédita de governo na Alemanha WOLFGANG RATTAY/Reuters

A morte do Partido Social-Democrata da Alemanha (SPD) foi declarada mais do que uma vez. Em Fevereiro de 2018, por exemplo, depois de ter concordado com uma nova “grande coligação” com Angela Merkel (e de ter chegado a ficar abaixo do partido nacionalista Alternativa para a Alemanha (AfD) nas sondagens). Ou em Dezembro de 2019, quando representantes da facção mais à esquerda venceram a candidatura do ministro das Finanças, Olaf Scholz, para a liderança do partido.

Sugerir correcção
Ler 1 comentários