Obrigada, Marisa Matias (por todos e também por mim)

Porque em Portugal não falamos destas coisas, a entrevista da eurodeputada foi uma ajuda muito importante para normalizar um assunto que toda a gente sabe que existe, em que somos todos muito bons a falar “no geral”, mas fugimos a assumir quando nos toca de perto.

Calha este domingo ser o Dia Mundial da Saúde Mental. Houve uma cimeira mundial esta semana, em que a ministra da Saúde lá se comprometeu, como fizeram os seus antecessores, a trabalhar para que a doença mental não continue a ser o parente pobre do SNS.