Os populistas não são imbatíveis, ou: a Leste algo de novo

Na Europa de Leste (e Central), bastião do nacional-populismo na União Europeia, há coisas que estão a mexer.

Começo por notar o que o título desta crónica diz, e o que não diz. O título desta crónica diz que os populistas não são imbatíveis. Mas dizer que eles não são imbatíveis não é a mesma coisa que dizer que eles já estão derrotados ou que a derrota deles é inevitável. Esta é uma diferença que vos rogo a ter em conta quando eu tenho — apesar de ter aqui escrito que partia do princípio que o “Brexit” iria ganhar o referendo ou ter avisado para a possibilidade de Trump ganhar a Clinton em 2016 — uma fama exagerada de otimista nestas coisas.

Sugerir correcção
Ler 12 comentários