Jorge Jesus vê Benfica na Trofa como em Barcelona

Treinador encara eliminatória da Taça de Portugal como um jogo em que só a vitória serve os objectivos do clube, finalista vencido da última edição.

Foto
Jorge Jesus defende que jogo da Trofa não é diferente de um duelo com o Barcelona LUSA/MIGUEL A. LOPES

O Benfica, finalista vencido da última edição da Taça de Portugal, visita este sábado o Trofense, 14.º classificado da II Liga, em partida da terceira eliminatória da competição, com início marcado para as 20h15.

Apesar de ser do segundo escalão nacional, o Trofense “sonha que pode eliminar o Benfica, o que é legítimo”, alertou Jorge Jesus, reforçando a ambição da equipa encarnada de “ganhar este jogo" da Taça de Portugal, “um dos grandes objectivos da época”.

Jorge Jesus falou pela primeira vez à imprensa depois da eleição de Rui Costa para presidente do Benfica, admitindo que a estrutura do clube influencia "a tranquilidade da equipa”.

“Esperamos, agora que já acabou” o período eleitoral, que “haja estabilidade”, declarou o treinador, sem perder de vista o curto prazo. “Todos estamos dependentes de resultados. Será sempre assim”, adverte, adiando a questão da renovação, assumindo “que ainda não chegou o momento de discutir” a continuidade no clube.

“O treinador vive em função dos resultados. Como é óbvio, uns têm mais crédito pelo seu passado. Mas todos vivemos o dia-a-dia. Isto não é como começa, é como acaba. Portanto, neste momento, a minha renovação não é tema”, adiantou.

Sobre a visita ao Trofense, Jesus assume que procederá a várias alterações, até porque “há três jogadores que ainda não chegaram” das selecções. Assim, haverá espaço para “outros que não têm jogado tanto” e para aqueles que têm recuperado de lesões, como Valentino Lázaro e Soualiho Meité, que “tiveram mais tempo para trabalhar”, sendo que todas as alterações têm em vista manter os índices competitivos da equipa.

“Seja o jogo que for, a equipa está sempre com o mesmo andamento e competitividade, quer jogue contra o Trofense ou o Barcelona”, concluiu.