Rangel desafia Costa em 2023 com a agenda da “mobilidade social”

O candidato assumiu muitas críticas à liderança de Rui Rio e prometeu “unir” o partido

Foto
Paulo Rangel exclui o Chega de qualquer diálogo, mas está aberto à Iniciativa Liberal e ao CDS LUSA/MÁRIO CRUZ

A divergência com Rui Rio, que se foi “aprofundando com o tempo”, tornou-se totalmente evidente na apresentação da candidatura de Paulo Rangel à liderança do PSD, esta sexta-feira à tarde, um dia depois de já ter sido assumida em conselho nacional.