As ‘paisagens terapêuticas’ podem contribuir para o nosso bem-estar

Existem “espaços facilitadores da saúde” em qualquer lugar onde a pessoa encontre uma ligação com a natureza, defende David Conradson, professor associado de Geografia Humana, o estudo da relação entre as pessoas e os lugares.

Foto
Gláuber Sampaio/Unsplash

Desde o início da pandemia que tenho seguido o conselho dos especialistas para lidar com o stress: medito, como de maneira saudável e faço exercício físico. Recentemente, acrescentei à minha lista um novo conceito, “locais de cura” ou “paisagens terapêuticas”, como é referido na literatura médica. Na maior parte das vezes não é preciso viajar porque estes lugares estão perto, dentro ou fora de água — estudos recentes sugerem que podem ter efeitos psicológicos e até fisiológicos poderosos.

Sugerir correcção
Comentar