Jill Biden fez uma visita surpresa à mulher que a ajudou a recuperar a fé em Deus

Com a morte do filho Beau aos 46 anos, vítima de um cancro no cérebro, a primeira-dama norte-americana, viu-se destroçada e perdeu a ligação que tinha com Deus. Esta voltaria quando conheceu a mulher de um pastor da Carolina do Sul.

Foto
EPA/Al Drago / POOL

Durante cinco anos após a morte do filho, Jill Biden, a primeira-dama norte-americana, confessou ter perdido a fé em Deus. Sentia-se “traída e despedaçada” quando Beau morreu de cancro no cérebro, aos 46 anos, e deixou de rezar, contou aos paroquianos da Igreja Baptista de Brookland, na Carolina do Sul, EUA. No entanto, a primeira-dama voltou a encontrar a paz na religião e, no domingo, viajou quase 800 quilómetros para surpreender a mulher que a ajudou a recuperar a sua fé.

Sugerir correcção
Ler 3 comentários