Eu sobrevivi ao cancro da mama, devia estar feliz, mas não é assim tão simples

Tenho trabalhado muito desde então para manter a minha saúde mental sob controlo, graças a uma mistura de medicamentos, terapia e muitos exercícios de respiração. Tenho um profundo apreço pelos dias bons e pelos pequenos momentos da vida quotidiana que, provavelmente, passariam despercebidos à maioria das pessoas.

Foto
Edward Cisneros/Unsplash

“Acho que posso dizer com toda a certeza que está a passar por um episódio depressivo grave”, disse-me a minha médica, durante uma consulta virtual, depois de me ouvir descrever o meu humor e de me fazer perguntas sobre depressão. Por isso, fizemos um plano para mudar os antidepressivos e adicionar mais sessões de terapia. “Vai ficar melhor, prometo”, disse-me. “Eu prometo”, reforçou.