Arouca, Algarve e ilhas entre os vencedores dos óscares do turismo europeu

Portugal conquista 26 galardões na edição europeia dos World Travel Awards. Ponte suspensa 516 Arouca é a principal novidade entre os premiados portugueses.

Foto
Nelson Garrido

Após quatro anos consecutivos, Portugal perde o posto de Melhor Destino da Europa para a Grécia, numa edição dos World Travel Awards em que os destinos da zona Leste do continente estiveram em destaque, com alguns dos principais galardões entregues ao Azerbaijão, Rússia ou Geórgia.

Ainda assim, Portugal soma e segue, com 26 prémios conquistados na edição europeia deste ano daqueles que são considerados os “óscares” do turismo a nível mundial: o Algarve foi novamente eleito Melhor Destino de Praia, enquanto a Madeira volta a ser considerada Melhor Destino Insular e os Açores repetem o galardão de Melhor Destino de Turismo de Aventura.

Já os Passadiços do Paiva arrecadaram dois prémios: Melhor Atracção Turística de Aventura e Melhor Projecto de Desenvolvimento Turístico, enquanto a ponte suspensa 516 Arouca, inaugurada este ano no concelho, foi eleita Melhor Projecto de Desenvolvimento de Atracção Turística.

Esta foi também a grande novidade entre os galardões entregues a Portugal, numa edição que veio, sobretudo, reafirmar a excelência de vários projectos, consecutivamente vencedores nas respectivas categorias. São os casos do Dark Sky Alqueva (novamente Prémio de Turismo Responsável), do Turismo de Portugal (Melhor Entidade de Turismo), da TAP Air Portugal (Melhor Companhia Aérea para África e para a América do Sul) e do Porto de Cruzeiros de Lisboa. Ainda que não tenha conquistado o galardão no ano passado, também a DouroAzul volta a vencer a categoria Melhor Empresa de Cruzeiros Fluviais.

No sector da hotelaria, foram ainda entregues 13 distinções a hotéis e resorts portugueses: Club Med Balaia (Melhor Resort Tudo-incluído), 1908 Lisboa Hotel (Melhor Design Hotel), Saccharum (Melhor Resort Insular), Pestana CR7 Lisboa (Melhor Hotel de Lifestyle), Conrad Algarve (Melhor Resort de Lifestyle), Valverde Hotel (Melhor Boutique Hotel de Luxo), Vila Vita Parc (Melhor Hotel & Villas de Luxo), The Lake Spa Resort (Melhor Resort Lifestyle de Luxo), Dunas Douradas Beach Club (Melhor Resort & Villas de Luxo), Cascade Wellness Resort (Melhor Resort Desportivo), Martinhal Sagres Beach Family Resort (Melhor Villa Resort), L'AND Vineyards (Melhor Hotel em Região Vínica), Monte Santo Resort (Resort Mais Romântico). Já a Amazing Evolution voltou a ser considerada a Melhor Gestora de Hotéis Boutique.

A Grécia, “com a sua economia de viagens e turismo a renascer”, foi a grande vencedora da edição europeia dos World Travel Awards 2021, entregues esta sexta-feira, enquanto o “esplendor imperial” de Moscovo valeu à capital russa o galardão de Melhor Destino Citadino, e São Petersburgo arrecadou os prémios de Melhor Destino de City Break e Melhor Destino Património. Já a “fascinante cidade” de Batumi, na Geórgia, foi declarada Melhor Destino Emergente de Turismo, e o Azerbaijão foi eleito Melhor Destino Cultural e Melhor Destino de Excursões.

Destaque ainda para a cidade croata Dubrovnik (Melhor Destino de Cruzeiros), para a região de Attica, na Grécia (Melhor Destino Metropolitano Costeiro), e para o Museu da Emigração Irlandesa (EPIC – Melhor Atracção Turística).

Os vencedores da edição europeia disputam agora a final mundial, juntamente com os vencedores das restantes regiões nas respectivas categorias. Conhecidos como os “óscares” do turismo, os World Travel Awards são atribuídos por profissionais sector e pelo público através de uma votação online que terminou a 1 de Setembro. A votação para os prémios globais fecha a 24 de Outubro e os galardões são anunciados a 2 de Novembro.

Notícia actualizada: foi incluída a Amazing Evolution entre a listagem de premiados portugueses