Tailândia reabre fronteiras a turistas vacinados a partir de Novembro — incluindo de Portugal

Tailândia vai receber por via aérea turistas estrangeiros totalmente vacinados de 46 países, sem necessidade de cumprir período de quarentena, a partir do início do próximo mês.

Foto
Tailândia vai exigir certificado de vacinação, resultado PCR negativo e seguro de saúde para cobrir despesas relacionadas com covid-19 ATHIT PERAWONGMETHA/Reuters

A Tailândia vai reabrir fronteiras a turistas vacinados de 46 países, incluindo Portugal, a partir do dia 1 de Novembro. A Autoridade de Turismo da Tailândia  (TAT) revelou que o país está autorizado a receber por via aérea turistas estrangeiros totalmente vacinados, sem necessidade de cumprir um período de quarentena, a partir do início do próximo mês.

Na lista de 46 países incluem-se Portugal, Espanha, França, Itália, Grécia, Hungria, Alemanha, Bélgica, Malta, Reino Unido, Áustria, Irlanda, Bulgária, Holanda, Dinamarca, Finlândia, Noruega, Nova Zelândia, Suíça, Suécia, Eslovénia, Austrália, Canadá, Chipre, República Checa, Polónia, China, Japão, Singapura, Malásia, Coreia do Sul, Estados Unidos, Hong Kong, entre outros.

Os viajantes devem permanecer nos países acima mencionados 21 dias ou mais antes da partida para a Tailândia e não é permitido transitar entre os países autorizados.

Embora não seja necessário que os viajantes vacinados destes países cumpram quarentena, a entrada na Tailândia continua a estar sujeita a alguns requisitos, sendo necessário, por exemplo, apresentar o certificado de vacinação e um resultado de teste PCR negativo, realizado 72 horas antes da viagem, ou um certificado de recuperação para quem esteve infectado nos últimos três meses. Além disso, os viajantes devem ter também uma apólice de seguro com uma cobertura “que deve cobrir o custo do tratamento e outras despesas médicas associadas à infecção por covid-19, incluindo hospitalização na Tailândia”, refere um comunicado da TAT.

O certificado de vacinação deve comprovar que o sujeito recebeu uma vacina contra a covid-19 aprovada pelo Ministério de Saúde Pública da Tailândia ou pela Organização Mundial da Saúde há mais de 14 dias antes da data da viagem. Os menores de 12 anos que viajem com os pais ou responsáveis não necessitam de ter certificado de vacinação, mas devem apresentar um resultado de teste PCR negativo realizado 72 horas antes da viagem.

Após a chegada a território tailandês, os viajantes devem também submeter-se novamente a um teste PCR à covid-19 no primeiro dia da estadia e aguardar no alojamento pelo resultado.

O período de quarentena para viajantes não vacinados ou parcialmente vacinados mantém-se de dez dias.