Custo da energia e escassez de papel já estão a perturbar o sector do livro

Principais grupos editoriais estão prevenidos para os próximos meses, mas a crise energética e os problemas nas cadeias de abastecimento podem vir a encarecer os preços.

Foto
Nuno Ferreira Santos

Não haverá menos lançamentos de livros nem tiragens menores neste período que antecede o Natal, e não é provável que se sinta para já uma subida nos preços, mas se o custo da energia continuar a disparar e os actuais congestionamentos nos transportes de mercadorias não vierem a ser rapidamente ultrapassados, a escassez e o preço do papel poderão tornar-se em breve um problema sério para o sector editorial.

Sugerir correcção
Ler 1 comentários