Uma questão de honra

Ridley Scott não seria o realizador ideal para uma história verídica da Idade Média com muito que se lhe diga.

al-pacino,lady-gaga,ben-affleck,critica,cinema,culturaipsilon,
Fotogaleria
Quem orquestra O Último Duelo é um Scott fora de pé nas nuances exigidas pela história
al-pacino,lady-gaga,ben-affleck,critica,cinema,culturaipsilon,
Fotogaleria
al-pacino,lady-gaga,ben-affleck,critica,cinema,culturaipsilon,
Fotogaleria
al-pacino,lady-gaga,ben-affleck,critica,cinema,culturaipsilon,
Fotogaleria
ipsilon-papel,cultura,ipsilon,critica,cinema,culturaipsilon,
Fotogaleria

Mesmo que o resultado seja muito desequilibrado, há muito por onde ferrar o dente no novo filme de Ridley Scott — o primeiro de dois que o autor de Blade Runner e Gladiador estreia este ano (no final de Novembro chegará Casa Gucci, com Lady Gaga, Al Pacino e Adam Driver). Em parte, isso deve-se a O Último Duelo ter sido adaptado de um livro de não-ficção de Eric Jager por... Matt Damon e Ben Affleck. A outra parte está no caso verídico da Idade Média que se conta, à medida do tempo #MeToo que vivemos, uma história de violação, com uma dama abusada por aquele que foi o melhor amigo do marido.