Faz cerveja em casa? Neste concurso, pode provar o que vale

Estão abertas as inscrições para o Concurso Nacional de Cervejas Caseiras e Artesanais: até 14 de Novembro. Os resultados provam-se em Coimbra no dia 27 e em Colares a 4 de Dezembro.

Foto
Nelson Garrido

A IX edição do “mais antigo e importante concurso de cerveja em Portugal” vai avaliar e premiar as melhores produções caseiras e artesanais do país numa iniciativa que, este ano, se reparte por duas cidades: Coimbra, a 27 de Novembro, na Praxis; e em Colares, a 4 de Dezembro, na HopSin.

Além da avaliação das cervejas a concurso, os dois dias vão contar com actividades paralelas, incluindo “visitas às instalações onde se produzem as cervejas, workshops ou quizzes”, anuncia a organização em comunicado.

As receitas vencedoras em cada categoria do concurso – Ale, Lager, Berliner Weisse (estilo em destaque nesta edição) e Experimental – vão ser reproduzidas pelas cervejeiras Rafeira (Sintra), The Browers Company (Beato - Lisboa), Barona (Marvão) e Mean Sardine (Ericeira). Mas “os prémios não se ficam por aqui”, promete a organização, já que “o concurso é patrocinado por muitas das mais conceituadas marcas ligadas ao mercado da cerveja artesanal”.

As inscrições para o IX Concurso Nacional de Cervejas Caseiras e Artesanais decorrem até 14 de Novembro. São esperadas “mais de 100 cervejas” a concurso, que serão avaliadas, em provas cegas, por um conjunto de “juízes certificados”, entre cervejeiros, peritos em análise sensorial ou sommeliers de cerveja.

A competição é uma oportunidade para os cervejeiros, amadores ou profissionais, “pegarem nas suas panelas e darem azo a experimentações e demonstrações da sua qualidade e mestria”, além de constituir “um momento anual de confraternização da comunidade cervejeira nacional”. O concurso procura ainda ser “um momento de alavancagem para novos projectos”, “incentivando-os a saírem da garagem de casa e a tornarem-se, quem sabe, num negócio e na próxima marca de cerveja artesanal em destaque”.

Organizado desde 2008 pelo Fórum Cervejas do Mundo, de Bruno Aquino, o Concurso Nacional de Cervejas Caseiras e Artesanais foi o primeiro evento nacional certificado pelo BJCP, o Beer Judge Certification Program, uma organização mundial de juízes de cerveja presente em mais de 40 países. Ao longo dos anos, alguns dos vencedores tornaram-se figuras de proa do panorama cervejeiro nacional, com marcas próprias ou a trabalhar em algumas das cervejeiras mais conhecidas do país, como HopSin, Bolina, Mania, Vicentina ou FdS! Beer.

Em 2020, venceram as criações de João Brazão, Franco Accarpio, Pedro Cunha e Dionísio Alves, numa edição marcada pelo confinamento devido à covid-19. Com mais tempo em casa para dedicar aos passatempos, foram muitos os cervejeiros que combinaram “novos ingredientes”, leveduras e técnicas “pouco habituais” e até aqueles que arriscaram fazer os seus próprios equipamentos e limar os programas informáticos para gerir as suas fermentações, apontava Bruno Aquino à Fugas.