A música de Juçara Marçal não vai parar de guerrear

Delta Estácio Blues, segundo álbum em nome próprio da cantora de 59 anos, voz dos Metá Metá, recorre à música electrónica para questionar o Brasil do presente, explorar o passado da música negra e encontrar novos futuros.

Foto
Pablo Saborido

Juçara Marçal é conhecida como uma das cantoras brasileiras mais talentosas das últimas décadas, mas a voz dos Metá Metá, grupo de que também fazem parte o guitarrista Kiko Dinucci e o saxofonista Thiago França, também teria tido uma carreira de sucesso se tivesse optado pelo rap. Prova-o a faixa Crash, uma das mais fortes do seu segundo álbum em nome próprio, Delta Estácio Blues.

Sugerir correcção
Comentar