A crise na Bósnia é a “continuação da guerra por outros meios”

O líder sérvio Milorad Dodik tenta enfraquecer o país e a Rússia usa a sua pressão no Conselho de Segurança da ONU. A analista do European Council on Foreign Relations Majda Ruge espera que Bruxelas e Washington vejam na situação actual uma oportunidade.

Foto
Soldados da EUFOR na Bósnia-Herzegovina Damir Sagolj/REUTERS

Há semanas que o líder sérvio da presidência tripartida da Bósnia, Milorad Dodik, tem ameaçado retirar instituições da entidade sérvia da Bósnia-Herzegovina, a Republika Srpska, uma ameaça que culminaria, no pior cenário, na desintegração da Bósnia-Herzegovina. 

Sugerir correcção
Comentar